Gravidez

• Consulta do Puerpério

Cerca de seis semanas após o Parto deve ser consultada para se realizar um “check-up”.

Além de se registar o peso e a tensão arterial, deve informar se tem alguma queixa e se está ou não a amamentar.
Pesquisamos o estado da pele e mucosas e em caso de dúvida (palidez ou cansaço) far-se-á um hemograma para identificar uma eventual anemia.
Depois da observação da vulva e do períneo (para analisar como cicatrizou a episiorrafia e avaliar o estado dos músculos pélvicos), o exame ginecológico engloba um exame das mamas e, com especulo e o toque bimanual, vai ter de se confirmar uma boa involução do útero  e o estado do colo uterino e vagina.

Todos estes itens são importantes para que, nesta consulta, se aborde a problemática da anticoncepção mais adequada e eficaz para o casal tendo em conta a estratégia desejada para a planificação da sua família. Não esqueça que pelo facto de estar a amamentar não se encontra protegida duma gravidez.
A citologia em meio liquido e uma ecografia (de confirmação do bem estar dos órgãos ginecológicos internos), são necessárias equacionar antes de escolher alguns métodos contraceptivos.

 

• Amamentação

Toda a gente já conhece os benefícios para o bebé em ser amamentado com leite materno constituído por nutrientes essenciais tais como, vitaminas, proteínas e ácidos gordos e fornece, através de imunoglobulinas e glóbulos brancos, anticorpos que ajudam a proteger de doenças e infecções. Não opte pelo biberão sem consultar previamente, amigas, a enfermeira-parteira ou o seu pediatra.

Convêm inteirar-se dos truques a seguir para prevenir mastites e feridas no mamilo. São eles:

No período pré-natal

- um bom “soutien” sempre (com boa armação, confortável e alças reguláveis), para bem sustentar os seios grandes e doridos, e também um penso pré-mamilar poderá ser necessário para evitar a humidade que se acumula no mamilo com a emissão de colostro e que poderá originar infecção.
- a exposição solar diária (antes das 11 ou depois das 17 horas) permite tornar mais resistente a pele mamária.
- após o banho com um produto hidratante e calmante, utilize um creme corporal hidratante e anti-estrias especialmente no abdómen e ancas e nos quadrantes externos das mamas evitando a zona do mamilo e periareolar.

No período pós-natal

- Ingestão adequada de líquidos
- Manter um bom “soutien” preparado para a amamentação
- Massaje os seios e exponha-os ao ar (como já indicado) para melhorar os mamilos magoados. Não utilize sabonete que seca a pele
- Esvaziar ambos os seios sistematicamente ou pelo menos um seio em cada mamada. Altere a posição durante a amamentação
- Se os mamilos ficarem feridos aplique um penso com creme de calêndula ou similar
- Se houver uma zona inflamada, insistir no esvaziamento do peito afectado nem que seja manualmente. Aplicar compressa fria e tomar paracetamol no caso de ter dores. Se o problema persistir, contacte para fazer o diagnóstico correcto de mastite e saber o que fazer.
- consulte o seu pediatra para saber o melhor horário da amamentação.